Torrefação


Como é o processo de torrefação do café?

O grão de café cru não tem um gosto agradável. Por isso ele precisa passar por mudanças físico-químicas que desenvolvem seus sabores e aromas característicos. Ou seja, ele precisa ser torrado para tornar-se palatável para nós.

Antes disso, o café cru foi provado e classificado como Gourmet, Premium ou Tradicional.

Feita essa seleção o café cru “descansa” por no mínimo 6 meses, para então ser torrado.

 

Mas, afinal, como esse processo de torra funciona?

O grão cru é submetido ao aquecimento gradual de um torrador. Esse processo pode levar, em média, até 23 minutos, com temperaturas que podem variar entre 180º a 240 °C. No torrador, o calor desencadeia diversas reações no grão: os amidos viram açúcares e as moléculas de proteínas são quebradas.


No processo de torra, muitas características e propriedades do café ficam mais salientes.

Os ácidos são eliminados, os óleos atingem a superfície do grão e as substâncias voláteis são liberadas, aromatizando o café. Durante esse período, o café transforma-se lentamente, e o tempo de exposição ao calor vai depender do grau da torra que se deseja.

Para controlar o ponto de torra, o profissional acompanha visualmente a evolução da cor dos grãos por um coletor de amostras. Por este motivo usamos um torrador de micro lotes, para que todas as torras tenham um ponto perfeito do nível da torra deixando todos os grãos com a mesma tonalidade.










Ops, o filtro selecionado não encontrou nenhum produto  :/

Tente novamente, com outra opção de filtro e encontre o produto desejado!